Barulho no condomínio em tempos de quarentena

Passar mais tempo em casa muitas vezes não é sinônimo de mais sossego, principalmente para quem mora em um condomínio onde seus vizinhos fazer muito barulho. Não é mais possível sair de casa para aliviar a tensão, então o que pode ser feito para reduzir a poluição sonora em meio a esse tempo de isolamento social?

É inevitável pensar que o barulho no condomínio não deve ser controlado apenas no horário de silêncio. Muitas pessoas passaram a trabalhar em home office, e o barulho pode atrapalhar e irritar o morador que perde a concentração. Além disso, barulho para idosos e bebês pode ser um grande incômodo.

Uma nova realidade dentro dos apartamentos

O isolamento social fez com que a convivência entre as pessoas gerassem mais conflitos que em tempos normais. É bastante comum também ouvir crianças brincando de forma que gere muito barulho dentro do condomínio. É comum também alguém perto do seu apartamento tocar algum instrumento musical, o que, dependendo do horário, pode ser um transtorno para os vizinhos.

Tem sido um desafio para os pais, principalmente após o fechamento de áreas de lazer, não ter aonde levar suas crianças para brincar em um ambiente externo, onde ela pode liberar toda sua energia.

Na maior parte do tempo, pode ser difícil controlar a poluição sonora que vem de inúmeras fontes diferentes, porém é preciso lembrar que o condomínio possui regras que devem ser seguidas.

Regras dentro do condomínio

As regras dentro do condomínio existem para que ninguém interfira na vida do outro de forma prejudicial. Isso quer dizer que a boa convivência é esperada de todos os condôminos, por mais diversas que possam ser suas atividades. Devemos ter bom senso de que todos estamos passando por um momento difícil, de forma que relevar algumas pequenas coisas é inevitável.

Algumas situações são muito atípicas para se encaixarem em uma regra específica do condomínio. Nessas ocasiões o melhor é sempre tentar analisar a situação e ter uma conversa tranquila e ponderada sobre o que pode ser feito, antes mesmo de acionar o síndico.

No entanto, é possível que para algumas pessoas dentro do condomínio o aviso não seja o bastante. O barulho pode parar após a aplicação de uma multa por desrespeito às regras do condomínio e aos outros moradores. O síndico deve deixar claro essas regras que visam estabelecer um bom convívio entre os condôminos.

Empatia

Entender a necessidade, e principalmente, se colocar no lugar do outro no dia a dia às vezes não é uma tarefa fácil, mas é necessária. Cada um deve fazer a sua parte para garantir um bom convívio, fazendo com que o condomínio se torne um lugar cada vez mais harmonioso para se viver.

O bom senso é fundamental para que todos já saibam de antemão o que é permitido ou não. Gritaria, obras, ruídos e batidas de portas são situações que devem ser evitadas o máximo possível. Os pais podem, por exemplo, incentivar brincadeiras e atividades mais silenciosas para as crianças.

O síndico também possui um papel importante de manter informado todos os condôminos sobre as regras de convivência que são adotadas. Isso pode ser feito por meio de avisos impressos ou até mesmo durante a própria assembléia digital.

A melhor forma de conseguirmos lidar com o barulho dentro do condomínio é cada um fazendo a sua parte. Tolerância, respeito e bom senso são indispensáveis nesse momento conturbado.

After you have typed in some text, hit ENTER to start searching...

Área do Cliente